terça-feira, 25 de novembro de 2008

Neste Labirinto


Não encontro uma saída neste labirinto.
Olho e olho, e não vejo saída.
Não vejo nada.
Ceguei simplesmente.
Preciso de ajuda!

Às vezes tento gritar,
Mas já nada quer sair de cá de dentro,
O grito mudo é o sofrer constante por algo que me falta.
No entanto tenho a noção que possuo tudo o que quero.
Que me falta?

Não sei o que pensar,
A minha mente está vazia.

O que é que me faz ser assim?

Nunca desisti e nunca vou desistir…
Então continuo…
À procura do fim deste labirinto.
Ana Mateus

5 comentários:

jo* disse...

Eu estarei sempre disponível para te ajudar a sair de qualquer labirinto, basta agarrares a minha mão **)

jo* disse...

Gosto sim! **'D

jo* disse...

E sim, meu amor, tu és uma escritora *,)

Diana Campos disse...

os muros destes labirintos em que entramos por vezes sem crer, sao as vezes transparente e mesmo assim, não conseguimos ver p la deles! precisamos dos outros p nos ajudar a ver, a sentir a essência das coisas...
............eu tou aqui............

:::SMILE_GIRL:::

LittleMoon. disse...

Nunca desistas qd tudo se torna negro a tua volta pq ha sp algo positivo que te vai fazer sorrir :)
tudo tem um jeito de ser e é com isso que aprendemos a crescer.
escreves muito bem Ritinha ;D
Beijinho grande *