quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Nos calabouços do esquecimento


Ultimamente falha-me tanto a memória.
Deve-se talvez ao facto de ter trancado para sempre
Nos calabouços do esquecimento
Tantos momentos
Que fizeram parte da minha história,
Da nossa história.
Há muito tempo que não pronunciava isto,
Mas hoje já quase esqueci a maior parte,
Porque essas memórias
São tristes.

Mas hoje ouvi “essa” música que me fez reviver
Um dos raríssimos bons momentos.
Essa memória,
Não pediu permissão para entrar,
Invadiu-me sem dó, o pensamento…
Ana Mateus

4 comentários:

Jo* disse...

Nitinha, este texto é LINDO de tão simples que é...*,)
Gosto mesmo e conseguiste acabar da melhor maneira que podia haver, coisa que é muito difícil na escrita.


Mas tenho que te dizer que os teus abraços continuam a transmitir muito mais do que qualquer uma das tuas palavras...*,P

Jo* disse...

Amo.te! <3*

Diana Campos disse...

:) Simplesmente lindo...
A memória é importante! traz.nos momentos de grande felicidade e outros de mais tristeza...mas sem ela k seria de nós?
dwt*
:::SMILE_GIRL:::

João Paulo - O dia a dia. disse...

Muito bonito este poema,e com um conteúdo muito sugestivo.
Encontra-se provado cientificamente que a música ajuda a recuperar memórias antigas, por isso, aconselho-te a seres músicodependente para jamais te esqueceres da boa pessoa que és.

Beijos

João